domingo, 21 de agosto de 2016

Um OVNI na Nova Zelândia

Filmes e fotos de OVNIs são relativamente comuns. Mas fotos e filmes que apresentem nitidez e credibilidade suficientes para estudos mais aprofundados são muito raros. Algumas das fotos de OVNIs mais nítidas e mais analisadas de todas as já batidas foram tiradas pela equipe de uma rede australiana de televisão, na noite de 30 de dezembro de 1978, perto de Kaikoura, Nova Zelândia.
Muitas pessoas tinham visto objetos voadores não identificados durante as semanas anteriores, principalmente na região de Cook Straight, que divide a ilha Meridional da ilha Setentrional da Nova Zelândia. Pensando em furo de reportagem, o repórter Quentin Fogarty e o cinegrafista David Crockett voaram até Wellington. Dali, eles fretaram o avião de carga Argosy, pilotado pelo comandante Bül Startup, e rumaram para Christchurch, ao sul da maior das duas ilhas da Nova Zelândia. O comandante estava acompanhado pelo co-piloto Bob Guard e pela engenheira de som Ngaire Crockett, mulher de David.
Fogarty e Crockett filmavam algumas cenas que serviriam de introdução para a matéria, pouco antes do pouso, quando o avião ficou iluminado. Startup e Guard viram diversos OVNIs e entraram em contato com o centro de controle de vôo em Wellington. A torre de comando da capital da Nova Zelândia, por sua vez, confirmou a presença de objetos voadores não identificados na tela do radar. Quando Fogarty chegou à cabine de comando, cinco luzes coruscantes ainda eram visíveis, com dimensões que variavam desde uma cabeça de alfinete até um grande balão cheio de luz. Nesse momento, a torre de comando de Wellington informou:
- Vocês têm vários objetos voadores não identificados em formação em seu encalço.
Startup fez manobra de 360 graus no Argosy, porém eles não viram nada de imediato. Com os faróis do avião desligados, todos puderam ver uma luz muito brilhante que pairava no céu escuro. Crockett trocou de lugar com Guard, sua câmara funcionando o tempo todo. No vôo de volta de Christchurch, mais OVNIs foram vistos.
O videoteipe Luzes de Kaikoura é, talvez, a prova da existência do OVNI mais analisado de toda a história. Mesmo assim, os resultados ainda são inconclusos. Várias fontes de luz em potencial, como os planetas Vênus e Júpiter ou os barcos pesqueiros profusamente iluminados na superfície do oceano, não devem ser confundidas com tais objetos. Mas o que a fita de vídeo de fato apresenta provavelmente jamais venha a ser descoberto, exceto que ela mostra com nitidez um objeto voador não identificado.

Charles Berlitz
O livro dos Fenómenos Estranhos
Enviar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Mensagens populares

Recomendamos