quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

Regeneração Espontânea

Pierre de Rudder era um camponês belga que vivia em Jabbeke, perto da cidade de Bruges. Sua estranha história tem início em 1869, quando caiu de uma árvore e quebrou a perna. Os danos foram tão graves que a perna ficou irremediavelmente perdida, e, quando os fragmentos ósseos foram removidos, mais de 3 centímetros separavam a perna da coxa. Apenas os músculos e a pele mantinham a perna de De Rudder. Sugeriu-lhe o médico amputar o membro, mas, a despeito da dor, ele recusou terminantemente a sugestão. Sofreu dores horríveis durante oito anos, antes de decidir visitar a cidade de Oostacker, local de um santuário de Nossa Senhora de Lourdes.
A viagem causou sofrimento inenarrável a De Rudder. Ele precisou ser carregado para o trem por três pessoas, e a supuração no local do ferimento era tão repelente que ele quase foi atirado para fora do vagão.
Não é preciso dizer que De Rudder estava com terrível mau humor, quando, finalmente, chegou ao santuário e pôs-se a rezar. Foi nesse momento que súbito êxtase o dominou, e, de acordo com as testemunhas, ele ficou em pé e caminhou, sem o auxílio das muletas.
De Rudder morreu em 1898, e o dr. Van Hoestenbergh exumou-lhe o corpo dois anos depois, para poder examinar mais de perto as pernas e os ossos originais de seu ex-paciente.
- Fotos dos ossos mostraram claramente - revelou o médico - que um osso novo foi usado para regenerar a perna irreparavelmente quebrada.

Charles Berlitz
O livro dos Fenómenos Estranhos
Enviar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Mensagens populares

Recomendamos