terça-feira, 21 de março de 2017

O Canguru Assassino

- Foi tão rápido quanto o relâmpago e parecia ser um gigantesco canguru correndo e saltando pelo campo - disse o reverendo W. J. Hancock.
Frank Cobb, que também assistiu à cena, declarou que o monstro não se parecia com nada que já tivesse visto, embora, de certa forma, se parecesse com um canguru.
Os cangurus, nativos da Austrália, são animais herbívoros, tímidos e inofensivos. Ao contrário do canguru, o bicho era um verdadeiro assassino. Em janeiro de 1934, a criatura vivia aterrorizando a pequena comunidade de Hamburg, Tennessee, e já matara e devorara vários cães pastores alemães.
Quando o monstro visitou a fazenda de Henry Ashmore, no dia 12 de janeiro, deixou cinco pegadas do tamanho da mão de um homem de grande estatura. Will Patten viu a coisa e conseguiu afugentá-la. No dia seguinte, encontrou um cachorro devorado em seu quintal.
A criatura também matava gansos e galinhas. Quando patrulhas armadas partiram em seu encalço, estabeleceu-se o pânico. A. B. Russell, chefe de polícia da cidade de South Pittsburg, naquele mesmo Estado, tentou pôr fim à histeria, chamando-a de "superstição desencadeada por um cachorro louco". Mas aqueles que haviam visto o monstro não lhe deram ouvidos. Disseram que o bicho era imenso, pesava pelo menos uns 300 quilos e era incrivelmente ágil, capaz de pular cercas e outros obstáculos com a maior facilidade. Ele aparecia entre South Pittsburg e Signal Mountain, o que significava que, para ir de uma cidade a outra, o canguru precisava atravessar duas cadeias de montanhas e nadar dois rios.
Finalmente, um lince foi morto por caçadores em Signal Mountain no dia 29 de janeiro, treze dias após a última aparição da criatura. As autoridades e os jornais declararam que o mistério fora solucionado, porém testemunhas rejeitaram tal explicação. Elas insistiram que o que tinham visto era um grande animal, semelhante a um canguru. O monstro nunca mais tornou a aparecer, e jamais chegou a ser satisfatoriamente identificado ou explicado.

Charles Berlitz
O livro dos Fenómenos Estranhos

sábado, 18 de março de 2017

Chuva de Milho

Desde 1982, grãos de milho têm caído sobre as casas da região de Pleasant Acres Drive, em Evans, Colorado, ao sul de Greeley. Gary Bryan, habitante do lugar, declarou:
- Eu provavelmente já teria 1 tonelada, se tivesse guardado tudo.
O surpreendente é que não existem milharais perto das casas, e o silo de cereais mais próximo fica a 8 quilômetros. Ninguém consegue imaginar de onde vem o milho. Todas as testemunhas afirmam que, de tempos em tempos, aqueles grãos caem do céu.
Quando a imprensa soube da história, em setembro de 1986, repórteres de jornais e emissoras locais de rádio e televisão dirigiram-se para o lugar e viram pessoalmente o fenômeno. Enquanto o milho caía do céu, ficaram à procura de algum moleque traquinas, que pudesse estar empunhando um estilingue, mas não encontraram ninguém.
As pessoas que ainda não haviam presenciado a "chuva" de milho com os próprios olhos não acreditavam. Eldred McClintock, uma dessas pessoas, depois de tê-la visto, declarou ao Rocky Mountain News:
- O milho realmente caía do céu. Eu vi, e agora acredito.

Charles Berlitz
O livro dos Fenómenos Estranhos

quarta-feira, 15 de março de 2017

Mediunidade e Lucro

Beverly Jaegers não é o que podemos chamar de médium típica. Ela não realiza sessões espíritas e, provavelmente, não joga cartas de tarô. Beverly mora em uma adorável casa em St. Louis, comprada com o dinheiro que ganhou usando o sexto sentido. Na verdade, ela estuda as oscilações da bolsa de valores com o mesmo rigor de um executivo de Wall Street.
- Não se trata de uma capacidade transitória e indigna de confiança - conta ela -, porém de algo que podemos usar produtivamente todos os dias de nossa vida.
Para provar tal ponto de vista, Beverly ajudou o St. Louis Business Journal a realizar uma experiência incomum em 1982. O jornal queria ver até que ponto os poderes dela eram realmente confiáveis e a desafiaram a demonstrar sua capacidade na bolsa de valores. A experiência começou quando os jornalistas pediram a dezenove corretores famosos que escolhessem cinco ações que teriam o valor aumentado. Essas ações ficaram posteriormente sob observação durante seis meses. Embora Beverly não tivesse nenhuma experiência no ramo, nem treinamento no mercado financeiro, o jornal também pediu-lhe que escolhesse cinco ações, baseada em seu sexto sentido. O resultado?
O mercado acionário passou por queda acentuada durante o período do teste, e, quando a experiência terminou, o índice Dow-Jones, utilizado para o acompanhamento da evolução dos negócios na bolsa de valores de Nova York, caíra oitenta pontos. Por causa dessa tendência baixista, dezesseis dos corretores escolhidos quase perderam as calças. Eles sem dúvida ficaram surpresos quando souberam que, no mesmo espaço de tempo, as ações escolhidas intuitivamente por Beverly tiveram o valor aumentado em 17,2 por cento. Apenas um dos corretores conseguiu sucesso igual ao dela.

Charles Berlitz
O livro dos Fenómenos Estranhos

domingo, 12 de março de 2017

A Mensagem do Fantasma

Na manhã de 6 de dezembro de 1955, Lucian Landau, empresário londrino, viveu um drama invulgar. Estava dormindo na casa de Constantine Antoniades, em Genebra, quando percebeu que alguém entrava no quarto. Virando-se na cama, viu uma fraca fonte de luz e, dentro dela, a figura da falecida mulher de seu anfitrião. Ao lado daquela imagem havia um cão pastor alsaciano com estranha pelagem marrom. A aparição logo desapareceu, mas, enquanto se diluía, Landau ouviu a mulher lhe dizer:
- Conte a ele.
O empresário londrino não hesitou em transmitir a informação ao anfitrião, quando eles se encontraram naquele mesmo dia. Contudo, não explicou exatamente o que acontecera. Em vez disso, perguntou se a falecida mulher do amigo já tivera um cão pastor alsaciano.
- Sim - respondeu o sr. Antoniades. - Ele ainda está vivo.
A resposta deixou Landau intrigado, pois não havia nenhuma evidência de existir um cachorro naquela casa. Antoniades então explicou que enviara o animal a um canil quando a mulher adoecera, porque não tinha condições de cuidar dele. Quando Landau finalmente lhe contou como fora a visita fantasmagórica, Antoniades telefonou para o canil e ficou sabendo que o cachorro fora sacrificado alguns dias antes.
As palavras "conte a ele" finalmente começavam a fazer sentido. Quando um pesquisador da Sociedade Britânica de Pesquisas Psíquicas visitou a casa, Antoniades corroborou o incrível episódio.
- Afirmo - testemunhou ele - que não havia na casa nenhuma foto de minha mulher com o cachorro ou do animal sozinho, onde Landau pudesse tê-la visto antes de acontecer o episódio.

Charles Berlitz
O livro dos Fenómenos Estranhos

terça-feira, 7 de março de 2017

As lendas urbanas mais assustadoras do mundo - O Dobermann Engasgado


Uma noite, um casal estava a voltar de um compromisso fora quando perceberam que o dobermann deles estava engasgado. A mulher chamou imediatamente um amigo que era veterinário, numa tentativa de salvar o seu cão. Pouco tempo depois, o veterinário ligou e falou com a mulher e com o seu marido para saírem de casa imediatamente. Só quando eles deixaram o apartamento que é eles viram vários carros da polícia a chegar. O cão tinha-se engasgado com um dedo humano, e o ladrão ainda estava na casa.

domingo, 5 de março de 2017

As lendas urbanas mais assustadoras do mundo - Bloody Mary



Antes de ser desfigurada num acidente, alguns dizem que Bloody Mary era uma mulher bonita e estava pronta para casar-se com o amor da sua vida. Mas após ter sido rejeitada pelo seu futuro marido, ela cometeu suicídio e, dizem, que ela aparece cada vez que uma jovem se atreve a chamá-la. Para fazê-la aparecer, você tem de ficar na frente de um espelho na casa-de-banho com uma vela acesa, dizer o nome "Bloody Mary" e girar em torno de si mesma três vezes seguidas. E abracadabra, ela aparecerá atrás de você ...

sexta-feira, 3 de março de 2017

As lendas urbanas mais assustadoras do mundo - A abdução de Zanfretta


Diz a lenda que depois de uma noite de patrulha em 6 de dezembro de 1978, o guarda Pier Zanfretta encontrou com um grupo de alienígenas. Quando o seu carro parou de funcionar, ele saiu do veículo e notou quatro luzes brancas perto da casa que ele tinha sido mandado para inspecionar. Mas em vez de dar de cara com assaltantes, ele viu-se na presença de criaturas estranhas do planeta Teetonia. Posteriormente, ele recontou essa história várias vezes, tanto sob hipnose quanto acordado, sem alterar um único detalhe.

quarta-feira, 1 de março de 2017

As lendas urbanas mais assustadoras do mundo - A mulher que odiava a vida


Esta é a história de uma menina na Escócia que odiava tanto a vida, que decidiu remover cada traço seu deixado na Terra antes de cometer suicídio. Ao saber da morte, os membros de sua família ficaram perturbados. No entanto, alguns dias depois, todos eles morreram em circunstâncias estranhas. Segundo a lenda, qualquer um que fique sabendo da existência da menina corre risco de morte. Portanto, fique atento, ela pode vir bater à sua porta para matá-lo. Para evitar que isso aconteça, nunca diga uma palavra sobre ela.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Mensagens populares

Recomendamos