domingo, 30 de junho de 2013

Pé gigante em decomposição gera mistério


Um pé de enormes proporções foi encontrado num bosque de Lakeville, no Massachussets (EUA), e está a gerar mistério.
As autoridades policiais locais deram com os fragmentos do membro que gerou especulação devido ao seu enorme tamanho, desconhecendo-se se pertence a um humano.
De acordo com a imagem revelada esta semana, o pé tem cinco dedos e foi encontrado por um par de jovens.
Segundo o ‘Daily Mirror’, especialistas médicos já testaram o membro mas terão de ser feitos mais exames para descobrir a sua génese.
A descoberta gerou já múltiplas teorias, havendo quem defenda que se trata de um vestígio da mítica criatura ‘Pé Grande’.
Ao mesmo jornal, o chefe da polícia local Frank Alvilhiera sugeriu que pode tratar-se da pata de um urso. Contudo, refere que “terá de haver mais tempo antes dos resultados oficiais”.

sábado, 29 de junho de 2013

Anomalias fantásticas no Sol ainda não foram totalmente explicadas

Ultimamente o nosso astro rei anda aprontando “muitas”e boas, com as ejeções solares se tornando quase que um evento quinzenal, senão semanal.

Porém nesses últimos dias ele se superou, mostrando imagens que surpreenderam até os cientistas mais calejados do planeta.

Veja os dois vídeos abaixo, que mostram as últimas anomalias apresentadas pelo Sol, inclusive causando algumas de levantarem teorias de que naves alienígenas estariam afetando o mesmo.

Mas é claro, a NASA tem explicação para tudo, e de acordo com eles, estas são “apenas” anomalias,

No caso do vídeo abaixo, trata-se de um filamento solar, o qual aparece mais escuro, pois sua temperatura é inferior à do restante do Sol.




sexta-feira, 28 de junho de 2013

Criatura marinha lança debate na Califórnia



O debate está instalado: afinal, o que é que aparece na fotografia que o norte-americano George McKamy tirou há uma semana, quando fazia uma caminhada na margem de um rio? As teorias dividem-se.
De acordo com a cadeia de televisão ‘News 10’, o espanto está com o fato do ser ainda por identificar ter sido fotografado num rio em Sacramento, no estado da Califórnia, e não no mar.
Ouvido pela mesma estação, o autor da imagem defende que se trata de uma baleia e que o viu à tona apenas por breves segundos, o que levou a inúmeras críticas. Há também quem alegue que é um leão-marinho.
Esta última tese é considerada pouco viável mas não impossível.
Na mesma reportagem, que aguçou a curiosidade dos norte-americanos adeptos de conspirações e fenómenos bizarros, foi ouvido o presidente do Departamento de Pesca e Vida Selvagem do estado, Patrick Foy, que deu conta desta (escassa) probabilidade de o animal ter-se afastado do mar.

quinta-feira, 27 de junho de 2013

Explosão de luz misteriosa em cidade dos EUA


A sete dias de se assinalar os 15 anos do avistamento das "Luzes de Phoenix", que os mais desconfiados teimam em atribuir a extraterrestres, novo fenómeno luminoso é registado na cidade americana.

A explosão consegue ver-se nas costas da repórter do programa de trânsito.

A repórter Andrea Robinson, do canal norte-americano FOX10, estava a fazer o ponto da asituação do trânsito em Phoenix, nos Estados Unidos, quando as câmaras registaram uma inesperada explosão de luz. Eram 4h45 (hora local, 12h30 em Lisboa), de quarta-feira, e ainda hoje o mistério permanece.

Questionadas pelos jornalistas da FOX local, a APS, a maior fornecedora de energia elétrica no Estado do Arizona, com sede em Phoenix, e a Salt River Project, empresa estatal que serve a área metropolitana da cidade, afirmaram não ter detetado quaisquer problemas na zona nem terem explicação para o facto.

Também as autoridades de Phoenix, a maior cidade do Arizona, com perto de milhão e meio de habitantes, não conseguiram descobrir o que provocou a explosão. Ao jornal "The Arizona Republic", Charlotte Dewey, do Serviço Meteorológico dos EUA local, afirmou que não havia registo de qualquer atividade meteorológica que pudesse explicar a bola de luz.

"É um mistério também para nós. Nem sequer consigo dar um palpite", disse ao mesmo jornal Doug Nintzel, porta-voz do Departamento de Transporte Arizona.

Os "sites" americanos dedicados aos fenómenos extraterrestres, lembram que no dia 13 de março faz 15 anos que foram avistadas as famosas "Luzes de Phoenix" as quais, na altura, foram atribuídas a OVNIS (Objetos Voadores Não Identificados), mas, mais tarde, a Força Aérea veio dizer que a "explosão" fora provocada por sinalizadores militares lançados por aviões que terminavam um exercício militar.

quarta-feira, 26 de junho de 2013

Crocodilo decapitado gera mistério



A dúvida instalou-se: terá o réptil sido atacado por um tubarão? Tudo porque a cabeça de um crocodilo deu à costa numa praia sul-africana.

Captada esta semana, a fotografia feita pelo casal Neale e Brigitte Cary-Smith – habituados a passearem com os seus cães ao amanhecer e anoitecer na praia de St. Lucia – já correu Mundo e tornou-se um êxito na internet.

“Podem ver bem onde o tubarão atacou”, diz Neale, citada pelo ‘Daily Mail’, dando ainda a entender que a carne do crocodilo ainda tem marcas de dentes. Apesar disso, não há certezas.

O caso de St. Lucia levou ainda a especulações sobre o facto de o animal ter sido alvo de um ataque humano. Porém, num crocodilo, a cabeça é considerada a parte mais valiosa. E é justamente esse pedaço que foi encontrado na areia da praia...

terça-feira, 25 de junho de 2013

Esfera metálica não identificada cai do céu na Namíbia


Uma bola metálica com 1,1 metro de diâmetro e 6 kg caiu em uma região isolada da Namíbia, sem provocar danos. O caso aconteceu em Novembro, mas a foto foi divulgada somente nesta quarta-feira. Segundo as autoridades, o objeto possivelmente se desprendeu da órbita terrestre.

A bola foi encontrada perto de um vilarejo no norte do país, a 750 km da capital Windhoek. "Os habitantes do vilarejo e os policiais do posto local escutaram várias pequenas explosões em uma distância de três quilómetros, e cinco dias depois encontraram este objeto metálico esférico", declarou à AFP diretor da polícia científica Paul Ludik.

As autoridades da Namíbia entraram em contato com a Nasa e a ESA, as agências espaciais americana e europeia, para tentar notifica-las da descoberta.

De acordo com a Nasa, as chances de uma pessoa entre os cerca de 7 bilhões de pessoas que habitam a Terra ser atingida por um lixo espacial são de 1 em 3.200.

segunda-feira, 24 de junho de 2013

Viagens através do tempo


Já que está provado que os OVNI podem reverter o tempo, hoje a Física também tem conhecimento que as viagens através do tempo são perfeitamente possíveis. Só que ainda não temos a tecnologia necessária. Certas personagens misteriosas do passado, surgindo repentinamente no cenário da História, parecem ter vindo do futuro - uma vez que demonstraram ser detentores de certos conhecimentos muito à frente da sua época. Leonardo da Vinci, por exemplo, foi um deles!

domingo, 23 de junho de 2013

Area 51


Situado no estado Americano Nevada, acerca de 190 Km a noroeste de Las Vegas, encontra-se um lugar que não aparece em nenhum mapa oficial. O acesso a este território, do tamanho da Suíça, está estritamente proibido.

Este sitio é da “Nellis Air Force Range” e o sitio nuclear de Nevada mais conhecido por “Área 51” ou “Zona 51”. Foi fundando em 1954 para servir de base secreta para “Lockeed Aircraft Corporation”, uma companhia de armamento e de aeronáutica. O sítio tornou-se então um lugar altamente secreto dedicado aos ensaios de projectos de defesa tecnologicamente muito avançados, tais como o bombardeiro furtivo “Stealth” e outros programa estimados em 35 mil milhões de dólares americanos. Os média falaram pela primeira vez da “Área 51” em 1987, por causa de um incêndio químico que ocorreu na base do lago Groom e que causou varias vitimas. Atrás do incidente, o governo Americano teve que reconhecer a base ultra secreta.

Em 1989, um antigo técnico do sítio declarou que existia uma actividade OVNI ao redor da zona. Este técnico é Robert Lazar. Robert afirmou ter trabalhado cinco meses como cientista entre 88 e 89 e revelou para a televisão que o governo Americano dirigia ali um programa de pesquisa sobre resto de discos voadores.

Depois destas declarações, recebeu ameaças de morte e também dispararam sobre o seu carro. Um jornalista que começou que começou a investigar a zona também foi alvo de ameaças. Também um engenheiro em electricidade que afirmou ter visto um disco voador na zona. Que escondem então detrás da “Área 51” para que o seu segredo esteja tão preservado e os façam tomar medidas tão radicais? Pelo que se conta, havia outro sitio ultra secreto no interior da zona 51. Este sítio tem o nome de sector S4 e é aqui onde eram guardados os restos de OVNI. O sector S4 é um subterrâneo situado na parte montanhosa perto do lago Papoose.

Robert Lazar pertencia a uma equipa de 22 engenheiros que trabalhava para o exercito para estudar o modo de propulsões dos OVNI. Robert Lazar visitou os famosos discos do sector S4 e pôde consultar muita documentação sobre OVNI e os seus ocupantes, pequeno seres sem pêlo e catalogados que provinham da zona estelar de Zeta Reticuli. Confirmou-se que Robert Lazar trabalhou na “Área 51” e o governo nunca negou.

Outra provas apareceram para completar um pouco mais o quebra-cabeças. Em 1995, uma sociedade Alemanha publica um vídeo titulado “secret of the black world”. Nele pode-se ver um objecto luminoso planeado em cima da zona, todo ele filmado por uma câmara de T.V. japonesa: Norio Hayakawa.

Segundo as declarações da câmara, o objecto não era nenhum avião do tipo clássico. Outro repórter conseguiu chegar ao coração da zona e do sector S4, e conseguiu filmar uma sala cheia de grandes contentores que continham material extraterrestre.

Pouco a pouco as peças do puzzle se vão montando no seu sítio e um dia nos permitirão ter uma melhor visão do lugar mais secreto da terra.

sábado, 22 de junho de 2013

Apresentação do Festival do Crato 2013

‘Ovni’ à boleia de camião

 

Um camião que atravessou a localidade de Cowley County, no Kansas (EUA), transportando um estranho objecto em forma de disco suscitou a curiosidade dos locais.
Imediatamente se especulou que se tratava de um ovni, provavelmente caído nas imediações e recolhido pelo governo. As autoridades garantem que se trata apenas de um protótipo de um avião não tripulado. Será?

sexta-feira, 21 de junho de 2013

Caso Roswell


O caso Roswell está considerado por alguns peritos no assunto como o encontro mais extraordinário com extraterrestres do século XX. O argumento mais defendido é que se trata de um acidente, de uma nave especial de origem extraterrestre, perto de Roswell (Novo México) em Julho de 1947.

Duas correntes de pensamentos se enfrentam procurando pela verdade.

A 3 de Julho de 1947, Mac Brazel, proprietário de um rancho perto de Roswell, descobre restos nas suas terras e previne a base militar mais próxima. Um jovem militar de “Roswell Army Air Field” (RAAF) faz no momento a primeira conferência de imprensa, e nela anuncia que foi descoberto um disco voador estrelado perto de um rancho em Roswell. Estas declarações, claro, activaram 1 forte interesse nos meios de comunicação.

No dia seguinte, o comandante general da base publicou uma rectificação, anunciando que o disco voador era apenas 1 sonda. Organizou-se mais uma conferência de imprensa para expor aos jornalistas que os restos eram realmente de uma sonda. O assunto cai por terra durante uns 30 anos. Ninguém deu mais importância, nem sequer os próprios investigadores.

Mas em 1978, o presidente da câmara Jessa Marcel, incumbido na recuperação dos restos de 1947, declara na televisão que estes restos eram mesmo de origem extraterrestre e que os restos que o general Ramey (responsável da base) mostrou naquele dia na conferência de imprensa aos jornalistas não eram os mesmos de Roswell. Quer dizer que as provas apresentadas não pertenciam ao objecto que caiu. Parece que os militares tinham escondido na realidade o descobrimento de uma nave espacial.

A sua história circulou entre os fans de OVNI, aparecendo inclusive em revistas do tipo. Em Fevereiro de 1980, o “National Enquirer” conduziu a sua própria entrevista ao presidente da câmara Marcel, atraindo ainda mais a atenção mundial para o caso Roswell. Outras testemunhas e informadores salientaram a investigação, dando sempre novos detalhes aos feitos acontecidos nesse 3 de Julho de 1947. Por exemplo, uma grande operação militar tinha sido levada a cabo na época, tentando encontrar pedaços de restos da nave ou inclusive aliens ou extraterrestres, sobre nada menos que 11 sítios distintos no rancho em que caiu. Também apareceram testemunhas que tinham sido intimidadas para não declararem nada.

Em 1989, um empresário chamado Glenn Dennis, afirmou que autópsias de extraterrestres foram feitas na base Roswell. Em 1991, o general Del Bose, o chefe de estado-maior do general Ramey em 1947, confirmou que este ultima substituiu os restos do acidente de Roswell por uma sonda meteorológica, que foi mostrada aos jornalistas. Como vemos, existem muitas incógnitas e muitas incongruências neste caso. Mistério por resolver? Quem sabe o mistério é mais claro do que parece. Senão porquê tantas mentiras e ocultismos pela parte do governo?

quinta-feira, 20 de junho de 2013

O alinhamento das três grandes pirâmides egípcias


Nesta foto do The Image Bank, constata-se que o alinhamento das três grandes pirâmides egípcias, coincide espantosamente com o posicionamento das estrelas da constelação de Órion, tal como se situavam há mais de 10 mil anos antes de Cristo. Além de guardarem nas suas estruturas conhecimentos técnicos e científicos ainda hoje desconhecidos, elas podem ser a prova cabal quanto à existência de civilizações muito evoluídas no remoto passado da Terra!

quarta-feira, 19 de junho de 2013

Agroglifos


Um agroglifo é uma zona num campo de trigo ou de outros cereais semelhantes, onde certas espigas foram achatadas para formar diversas formas geométricas, algumas em 3 dimensões e outras em 2. Estas formas vão desde um círculo simples com alguns metros de diâmetro a uma composição de varias centenas de metros com numerosas secções de desenhos.

A explicação da formação destas figuras é muito controversa. A explicação mais simples, a defendida pelos cepticismo cientifico, é uma acção humana deliberada: os agroglifos são uma produção artística humana. Neste contexto, o método de realização utiliza um ou dois planos sobre papel e abaixam os caules com cordas, estacas ou tábuas. Muitos agroglifos foram produzidos seguindo estes procedimentos, provando a sua viabilidade. Mas existem outras correntes com explicações que asseguram que a origem seria devido a OVNIS ou a manifestações de energia.

Os primeiros agroglifos apareceram no Sul de Inglaterra (Hampshire, Wiltshire) pelos anos 70. Enquanto o tempo passava, mais agroglifos apareciam, e ficaram cada vez mais complexos: os primeiros eram simples discos, e depois os dos anos 90 estavam muito elaborados: mensagens, sinais, desenhos de objectos manufacturados, … Todas estas transformações surgiram claramente porque o papel dos artigos de jornais e as reportagens televisivas sobre o assunto se multiplicavam até ao final dos anos 80, o que foi importante para a criação deste fenómeno.



Certas pessoas consideram que os agroglifos, ou pelo menos alguns deles não podem ser fabricações humanas. E o seu argumento é que os adereços mais complexos não podiam, pelo seu ponto de vista, ter sido realizados de modo secreto e em apenas uma noite, por um grupo simples, mesmo organizados. Alias, certos restos causados pelas radiações seriam muito difíceis de reproduzir. E mais, argumentam que em alguns dos agroglifos mais famosos, as plantas sofreram modificações estranhas: Em algumas as sementes germinaram cinco vezes mais rapidamente que o normal e outras plantas ficaram estéreis.

Os defensores da teoria de que a origem dos agroglifos é extraterrestre é que encontraram modificações estruturais profundas nalgumas das plantas cortadas (não foram dobradas simplesmente) e que germinaram sementes extraídas delas. Também estabeleceram uma aproximação com as obras encontradas na América do Sul sobre as terras das civilizações pré-colombianas. Estas obras apenas são uma espécie de pista no chão, graças à disposição de pedras. Certos cientistas dizem que é uma pista de aterragem para extraterrestres. São apenas hipóteses mas alguns desses desenhos foram permanecendo ao longo do tempo e são visíveis actualmente.

domingo, 16 de junho de 2013

Insectos que parecem extraterrestres

sábado, 15 de junho de 2013

Insectos que parecem extraterrestres

sexta-feira, 14 de junho de 2013

Insectos que parecem extraterrestres

quinta-feira, 13 de junho de 2013

Insectos que parecem extraterrestres

quarta-feira, 12 de junho de 2013

Insectos que parecem extraterrestres

terça-feira, 11 de junho de 2013

Insectos que parecem extraterrestres

segunda-feira, 10 de junho de 2013

Insectos que parecem extraterrestres

domingo, 9 de junho de 2013

Insectos que parecem extraterrestres

Insectos que parecem extraterrestres

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Mensagens populares

Recomendamos